fbpx
Nenhum comentário

Tudo o que você precisa saber sobre o Buldogue Francês.

Raça conhecida por ser super parceira dos seus tutores, o buldogue francês tem as suas particularidades. Conheça hoje os fatos mais interessantes sobre o mini peludinho!  

História

Ninguém fica de queixo caído quando dizemos que o buldogue francês surgiu… Na França. Porém, parte da sua história também aconteceu na Inglaterra, já que raça teria sido criada a partir do cruzamento entre cães de porte pequeno e os buldogues ingleses. 

Esse tipo de cão proveniente do Reino Unido, conhecidos como “toy bulldogs”, foi criado no cruzamento com outras raças locais e, uma vez trazidos para a França, o processo foi repetido, mas desta vez dando origem aos buldogues franceses no século XIX. 

A nova raça rapidamente tornou-se popular entre os parisienses, principalmente entre a classe artística, tornando o doguinho um verdadeiro símbolo da arte no país. 

Características físicas

Além de ser uma versão do buldogue “em miniatura”, a raça é caracterizada por orelhas grandes, eretas e arredondadas, parecidas com a de um morcego. Sua pelagem é curta e lisa, podendo ser de diferentes cores, como o preto, marrom, branco ou rajado. 

A sua característica mais marcante é o rosto chato, tradicional dos cães braquicefálicos, condição essa que pode levar a problemas de saúde ao longo da vida do doguinho, exigindo cuidados especiais e acompanhamento com veterinários. Ainda assim, a sua expectativa de vida média é de 4,5 anos. 

Saúde

Como apontado anteriormente, a braquicefalia é a condição que o tutor de um buldogue francês mais deve estar atento. Ela é caracterizada quando a cabeça do pet é mais curta e o focinho, achatado. Tais características fazem com que o pet seja predisposto a problemas respiratórios, oftalmológicos, dentários e até mesmo de obesidade. 

Problemas respiratórios

O buldogue francês está suscetível a síndrome do cachorro braquiocefálico, quando o cão respira de maneira ruidosa, tem dispnéia, tosse, espirros reversos, engasgos, alterações vocais e palidez das mucosas. Em casos extremos, pode ser necessária a intervenção cirúrgica para correção do problema. 

Problemas oftalmológicos

Por ter o crânio mais curto, a tendência é que os seus olhos sejam mais proeminentes do que outros cães, assim, as pálpebras muitas vezes não conseguem envolvê-los em sua totalidade. Assim, olhos ressecados e lágrima ácida são alguns dos problemas oculares que o buldogue francês pode desenvolver. 

Doenças dentárias

Com maxilar recuado, a dentição dos buldogues pode ser irregular, causando problemas de hiperplasia de gengiva e acúmulo de tártaro, por exemplo.  

Obesidade 

A raça apresenta mais restrições em realizar exercícios físicos, dada a dificuldade de regular a sua respiração e, consequentemente, a sua temperatura corporal. Assim, buldogues franceses, como qualquer outro cachorro braquiocefálico, pode desenvolver sobrepeso e, por isso, é fundamental que o tutor ofereça uma dieta balanceada para o seu pet, assim como atividades adequadas para a sua condição. 

Temperamento

Parceiro, fiel e super brincalhão, o buldogue francês é um grande queridinho das famílias ao redor do mundo! A raça é muito sociável e adora interagir com outros pets e humanos. 

Assim como qualquer cão, os buldogues franceses precisam passar por treinamento para que desenvolvam certas habilidades, portanto seus tutores devem ser firmes e responsáveis com a sua formação desde pequeno. 

A socialização é essencial para o cão, porque apesar de serem tranquilos e extrovertidos, podem apresentar traços territorialistas e possessivos. Dessa forma, se você está pensando em adotar um cãozinho da raça, garanta a sua socialização desde cedo. 

Higiene

Além do acompanhamento veterinário para prevenir as doenças relacionadas com a braquicefalia, é muito importante que o cão da raça buldogue francês passe por uma rotina adequada de banho e tosa

Cães de pelo curto, no geral, precisam de banhos com menos frequência, portanto 1 vez ao mês deve ser suficiente para os buldogues.

Alimentação 

Por não serem cães muito ativos, o sobrepeso e a obesidade são problemas que afetam muitos buldogues franceses, exigindo uma alimentação especialmente elaborada. Além disso, o formato de seu maxilar pode ser um obstáculo na hora de pegar o alimento. 

Com isso em mente, muitas empresas lançaram linhas de ração específicas para essa raça, como a Royal Canin, compreendendo todas as necessidades do cão. 

Linha premium, poucas calorias, livre de transgênicos e adequada para a idade: esse é o checklist básico que você deve fazer na hora da escolha. É válido lembrar que a quantidade de ração oferecida para o doguinho também é muito importante para regular adequadamente a sua saúde física. 

E é isso! Se um buldogue francês faz parte da sua família, que tal trazê-lo para a Doutor Pet também? Aqui, nós contamos com uma rede de especialistas que oferecem cuidados especiais para o seu cão!

banner cta
você pode gostar também
Tags: , , , ,

Mais postagens semelhantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu