Novembro Azul: Câncer de próstata em pets

O mês de Novembro é dedicado para conscientizar a prevenção do câncer de próstata em humanos, os profissionais do meio veterinário buscam alertam os tutores da importância da prevenção dessa doença entres os pets. Essa patologia é mais comum em cães, porém também pode afetar os machos felinos e está relacionada à predisposição genética, podendo acometer qualquer raça, geralmente se desenvolvendo em pets acima de 6 anos.

Identifique os sintomas

Trata-se de uma doença silenciosa, o que dificulta o diagnóstico e tratamento precoces, por isso fique atento aos seguintes sintomas: urina com presença de sangue, constipação, perda de apetite seguido de emagrecimento, alterações comportamentais.

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico pode ser feito por meio do exame físico com o toque ou pelo através de uma ultrassonografia que pode confirmar o aumento prostático. O tratamento se resume a remoção cirúrgica do órgão pet, caso existe a necessidade de quimioterapia ou radioterapia. Por ser um processo delicado e invasivo para a saúde do pet, o pós-operatório requer cuidado redobrado para uma boa recuperação. É imprescindível nessa fase seguir corretamente as instruções do veterinário.

Prevenção

Nesse caso, a prevenção para o diagnóstico precoce é essencial e o método mais indicado é a castração, que deve ser realizada antes dos seis anos de idade do pet. Esse procedimento diminui o risco do desenvolvimento dessa patologia, além de evitar a inflamação ou infecção da próstata a aumentar a longevidade do pet.

 


Quer saber mais sobre o mundo pet?

Assine a nossa newsletter.


 

Referências:

Câncer de próstata também atinge os pets (link)

Novembro Azul – Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro. (link)

 

banner cta

Deixe um comentário