Meu gato mia demais, o que posso fazer?

Amamos quando chegamos em casa e nossos gatinhos nos recebem com muito carinho e miados de alegria. Mas, pode ser um problema quando, o que era para ser um comportamento natural, se torna excessivo.

O miado é uma ação natural usada pelos gatos para se comunicar. Quando adultos essa forma de comunicação é direcionado exclusivamente para os humanos, pois gatos que vivem na natureza não miam. Sendo assim, é importante tentar identificar o motivo, que pode até indicar um problema mais grave.

CAUSAS DO FALATÓRIO

A razão dos miados excessivos pode estar relacionada tanto a sua saúde como ao seu comportamento, com isso ele pode ter vários significados. Se estiver estressado, com dor crônica ou aguda, doente, ansioso, incomodado ou com vários desses sentimentos atuando em conjunto. Abaixo alguns dos motivos principais que podem causar essa vocalização excessiva:

  • Período do cio: Gatas no cio miam para atrair o macho e os machos podem miar para disputar essa fêmea com outros. Se esse for o caso é hora de castrar o bichano.
  • Pedido de comida: O miado mais comum é o do pedido de comida. Em alguns casos o gato mia apenas para chamar atenção ou quando seu dono chega em casa, mas o tutor pode interpretar de forma equivocada e achar que é porque o gatinho está com fome, com isso enche seu potinho de comida. Assim o gato aprende que quando miar ele ganhará comida, o que pode levá-lo a obesidade e estimular os miados.
  • Problemas que incomodam: Tente prestar atenção nos momentos em que o gatinho começa a miar mais. Caso ele mie muito quando está usando a caixa de areia ou comendo provavelmente está com dor ou sentindo algum desconforto, por exemplo.
  • Na velhice: Quando o gatinho já está mais velho e começa a miar bastante é sinal de que a algo errado, pode ser que esteja com dores nas articulações, disfunção cognitiva e até problemas na tireoide. O hipertireoidismo é uma doença endócrina e gatos idosos costumam apresentar o sintoma de miados excessivos, assim como a infecção urinária. Dores nas articulações deixam o felino estressado e ele pode tanto miar mais, quanto ficar mais agressivo.

COMO RESOLVER?

Gatinhos tagarelas podem incomodar além do tutor, os vizinhos, o que pode gerar alguns desconfortos na convivência. Por isso, é importante tentar solucionar o problema, para isso é preciso descobrir a causa do ruído excessivo. O primeiro passo é levá-lo ao veterinário para verificar se há algum problema de saúde. Se estiver saudável, é preciso se atentar ao quesito comportamental.

Se seu gatinho é muito apegado a você e mia muito quando você está fora, por exemplo, precisa se distrair com passatempos, como localizar petiscos escondidos e brinquedos. Para diminuir esse estresse, também é válido o uso de feromônios onde o felino mia. É importante, principalmente na fase adulta, não deixá-lo sem nenhuma atividade, manter um ambiente calmo e sem mudanças bruscas.

Tutores e gatos que já convivem a muito tempo possuem uma certa ligação, que faz com que o tutor “adivinhe” o que o felino quer, o que pode ajudar a evitar o falatório e a controlar os miados, já que você estará se antecipando quanto ao desejo do gatinho.

O QUE NÃO FAZER?

Não dê atenção!  Se o gatinho começar a miar bastante e, em seguida, você dar o que ele quer, ele irá entender que sempre que quiser algo conseguirá através do miado. Não brigue, nem dê bronca ou grite olhando para ele, puni-lo ou fazer algo que o assuste o deixará confuso e não fará com que aprenda a lição.

Simule aqui um Plano de Saúde para seu Pet!

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Deixe um comentário