Dicas para prevenir o ataque de pulgas

O problema com pulgas é a principal queixa dos tutores nas clínicas veterinárias do Brasil, isso ocorre, pois, por se tratar de um país tropical oferecemos um ambiente perfeito para elas, que gostam de umidade e calor. Além da coceira convencional, as pulgas podem transmitir diversas outras doenças para os cães, desde alergias a doenças infecciosas. Por isso é tão importante cuidar para que esse parasita minúsculo não se transforme em um problema enorme.

Foto retirada do Unsplash

Pensando nisso, separamos então algumas dicas para prevenir o ataque de pulgas no seu cão:

Antipulgas

Um dos métodos mais eficazes para tratamento, prevenção e controle de pulgas, são os medicamentos também chamados de antipulgas. Existem três formas de aplicação, que são: Pour On, as coleiras, e os comprimidos.

  • Pour On

É o método no qual o veterinário aplica o medicamento sobre a extensão da pele do animal, geralmente na região do pescoço. As vantagens desse método incluem a facilidade de aplicação e a segurança, já que o produto não chega à corrente sanguínea do animal. As desvantagens incluem a possível irritação no local da aplicação e a redução da concentração do produto, decorrente de banhos semanais, sendo assim deverá ocorrer à reaplicação do produto.

>> Veja também: Guia para cuidar da pelagem do pet

  • Coleiras

A principal vantagem do método de coleira é a segurança do pet, isso, pois não há absorção do produto na pele do animal, além disso, ela conta com um longo efeito, não sendo necessária a reaplicação do medicamento, as desvantagens incluem o risco de enforcamento, caso o animal prenda a coleira em algum lugar, por isso é importante procurar coleiras que tenham trava de segurança, para evitar qualquer tipo de acidente, além disso, um dos riscos é a intoxicação por ingestão, sendo assim procure por marcas que certifiquem que não liberam substâncias ativas em contato com água.

  • Comprimidos

A principal vantagem dos comprimidos é a fácil administração, o longo efeito também é uma vantagem. As desvantagens incluem interação com outros medicamentos, caso o seu animal use algum outro, por isso é importante ficar atento aos medicamentos administrados ao seu animal. E também é de extrema importância atentar a uma possível alergia do animal as picadas das pulgas, pois o medicamento oral não impede que as pulgas o piquem apesar de matar o parasita rapidamente.

ATENÇÃO! Consulte sempre um veterinário para ter certeza qual é o melhor tipo e se o seu animal está apto a utilizá-lo.

https://unsplash.com/photos/YLK-u-wAN8w

Foto retirada do Unsplash

Cuide do Ambiente

Além de cuidar do seu animal, é importante o cuidado com o ambiente que ele vive isso, pois, as pulgas não se alojam apenas no animal, mas também em tapetes, frestas dos pisos, cobertores, rodapés, sofás, cantos com acumulo de poeira e até na grama. Em geral, quando não há infestação, devemos manter a limpeza do ambiente, aspirando cantos e frestas. Quando acontecer casos de infestação, cabe à dedetização do ambiente sendo necessário utilizar inseticidas para matar as pulgas. Além disso, verifique se não é preciso deixar o animal fora do ambiente dedetizado por um período para não correr o risco de intoxicação.

>> Veja também: Sete dicas para cuidar do seu pet em casa!

Cuide dos Acessórios

Os acessórios do Pet também necessitam de cuidados, como por exemplo, caminhas, cobertas, roupas, toalhas, pentes e escovas do animal precisam ser lavados com água quente e sabão e se possível expostos ao sol.

Referência: Revista Cães&Cia, ed.472, pág. 20.

Quer saber mais sobre o mundo pet?

Assine a nossa newsletter.


 

banner cta

4 Responses to “Dicas para prevenir o ataque de pulgas

  • Marina Tomas
    2 anos ago

    Amei o post
    Super útil

  • João Clovis
    2 anos ago

    gostei muito, nao gosto dos meus dogs se coçando. muito útil

  • Yngrid Teixeiras
    2 anos ago

    Interessante, vou repassar para os meus vizinhos que também têm animais 😍

  • Pietra Lorena
    2 anos ago

    Adorei a matéria! Super útil para mim, já que infelizmente meu doguinho está sofrendo com pulgas.

Deixe um comentário