Pug – Doenças ortopédicas, dermatológicas e oftalmológicas

De origem chinesa do século II a.C., o Pug é ideal para apartamentos. É uma raça muito ativa mentalmente. Tem o pelo curto e tendência à obesidade. Por ter o focinho achatado têm muitos problemas respiratórios e, por isso, ronca bastante.

Esse pet sofre também de doenças oftalmológicas, dermatológicas e ortopédicas que explicaremos a seguir.

Ortopédicos

Existem duas doenças ortopédicas que seguem basicamente o mesmo rumo, só que em lugares diferentes: a displasia de cotovelo e a coxofemoral.

A displasia de cotovelo é o desenvolvimento anormal da articulação dos joelhos. Antigamente, era usado para descrever casos de desgaste de cartilagem. Hoje, é usado para definir um conjunto de 4 doenças. Conhecido como a desunião do músculo do antebraço (chamado ancôneo), pode desenvolver para artrose. Já a coxofemoral é a desunião do músculo da coxa e possui 5 graus da doença. Ambas podem ser diagnosticadas pelos exames de raio-x e tomografia e o tratamento é cirúrgico.

Dermatológicos

Pug negro com touquinha amarela e blusa cinza

Photo de Charles no Unsplash

Conhecido como dermatite atópica, é uma doença de pele genética e não tem cura. É uma alergia aos antígenos do próprio ambiente, fazendo com que essa irritabilidade não passe. Pode ser diagnosticada pelos exames de histopatologia e raspado de pele.

Existe a dermatite de contato irritativa: é um efeito de exposição a algum produto. Não é alérgico, pois acontece uma vez, geralmente na primeira exposição.

Já a dermatite de contato alérgica é quando o pet desenvolve uma alergia a algum produto. Como é constante, não pode ser diagnosticada como “de contato”.

O tratamento consiste em medicamentos, mas é necessário saber que esse procedimento além de amenizar os sintomas, em longo prazo pode diminuir o tempo de vida do animal.

 

Oftalmológicos

A úlcera de córnea é quando a córnea é danificada e perdida. Pode acontecer por diversos motivos, mas os principais são: exposições a produtos químicos, trauma ou infecção. O diagnóstico pode ser feito pelos exames de fluoresceína e cintilografia. O tratamento é a cirurgia de flap da terceira pálpebra.

Lembre-se que a prevenção é o ideal sempre!

Referências:
http://www.tudosobrecachorros.com.br/2011/03/pug.html
http://www.cachorrogato.com.br/racas-caes/pug/

Click to access pug.pdf


http://www.animais.culturamix.com/doencas/dermatite-canina-o-que-e-e-como-tratar
http://drvetsd.blogspot.com.br/2011/01/dermatite-atopica-canina.html
http://www.caesonline.com/dermatite-canina-causas-e-sintoma
www.meusanimais.com.br/dermatite-atopica-canina-tratamentos-para-pele-de-seu-animal/
www.clubeparacachorros.com.br/racas/pug/
www.youtube.com/watch?v=ZeRg7xg-7Sg

 

Trackbacks & Pings

Deixe um comentário