Conheça as doenças neurológicas dos felinos

Quando falamos em doenças, sabemos que muitas sequelas estão ligadas à neurologia (responsável pelo estudo, diagnóstico e tratamento das doenças que comprometem o sistema nervoso), como a paralisia de um membro ou andar cambaleando, por exemplo. O gato Exótico é um felino que possui predisposição à doenças neurológicas. Hoje, explicaremos algumas delas e como tratá-las.

Médico neurologista para gatos?

O sistema nervoso central de um felino é muito parecido com o de um humano. Possui inúmeras conexões, fibras motoras, sensitivas e tudo está ligado com a coluna vertebral. O médico veterinário especialista em neurologia entende de todas as conexões e que, através de exames, pode diagnosticar, tratar ou minimizar o problema.  Os exames são complexos, mas são necessárias para um bom diagnóstico.

Ressonância Magnética

Permite com que o médico visualize todas as estruturas internas do pet,  mudanças químicas e físicas dos tecidos e como se comportam ao serem expostas por uma ressonância envolvendo um campo magnético.

Eletroneuromiografia

Existem algumas ações que são controladas como mexer um braço, andar e pegar algum objeto do chão. Já outras são ações involuntárias como respirar, o processo da digestão e os batimentos cardíacos, elas são comandadas pelo sistema nervoso central. Esse exame é usado para detectar distúrbios no sistema nervoso periférico, ou seja, nos nervos que envolvem nossas ações voluntárias, como os nervos dos braços, pernas e entre outros.

Mielografia

Quando algum pet está com suspeita de alguma lesão ou compressão na medula espinhal é necessária a realização deste exame que consiste em uma injeção de contraste na medula e, através de um raio-x, é possível observar se existe algo de errado ou não.

Existem outros exames de análise do líquido da cabeça, outros tipos de ressonância e métodos de diagnósticos que podem ser usados conforme a gravidade do pet ao chegar na clínica ou hospital veterinário.

E quais são as principais doenças?

Epilepsia

São crises de convulsões contínuas. É classificada em primária quando não há uma causa aparente, geralmente são hereditárias, e secundária quando aparece como sequela de algum trauma ou doença como meningite, tumores e parasitas. Não há uma cura, mas ao administrar medicamentos é possível controlar.

Traumas na medula espinhal

Ao sofrer uma queda, atropelamento ou algum acidente que prejudique o felino, pode ocorrer a paralisia temporário ou permanentemente. Os traumas podem acontecer com gatos de qualquer idade e raça. A velocidade do diagnóstico e do tratamento é o que acaba determinando a gravidade da sequela que pode permanecer no animal ou não.

Se o acidente for muito grave, pode ocorrer o trauma crânio-encefálico, onde as conexões do cérebro também são prejudicadas. Os sintomas nesse caso são diversos, que podem sumir ou permanecer. Algum desses são: confusão mental, coma, falta total de reação aos estímulos, cegueira e alterações ao andar.

Intoxicação

Os gatos são mais sensíveis do que os humanos e cães. Existem remédios de uso veterinário que são proibidos para gatos e até mesmo o cheiro de um pesticida ou medicamentos humanos pode levar seu pet a uma intoxicação. Infelizmente, a maioria dos casos é com “chumbinho”, medicamento usado contra ratos. O tratamento imediato é necessário para o pet não falecer.

Existem sintomas?

Independente de qual for, existem sintomas que classificam o grupo de doenças neurológicas. São divididas em duas:

neurológica

Os tratamentos podem ser o uso da fisioterapia, acupuntura, homeopatia e cirurgias de coluna!

Fique de olho nos sintomas e não esqueça de que prevenir é o melhor, sempre!

Simule aqui um Plano de Saúde para seu pet

Referências:
http://www.ciaveterinaria.com.br/neurologista-veterinario-sp-zona-sul.php
http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/neurologista-veterinario/
http://www.sobiologia.com.br/conteudos/FisiologiaAnimal/nervoso11.php
http://radiologia.blog.br/diagnostico-por-imagem/mielografia-saiba-mais-sobre-o-exame
http://www.tecnologiaradiologica.com/rxcontrastado_mielografia.htm
https://www.peritoanimal.com.br/epilepsia-em-gatos-sintomas-tratamento-e-cuidados-21287.html
https://www.estimacao.com.br/epilepsia-em-caes-gatos-o-que-fazer/
http://animais.culturamix.com/doencas/epilepsia-em-caes-e-gatos
http://www.pubvet.com.br/uploads/f3a77c626eff8044c3e4b534c68e3bba.pdf
http://petcare.com.br/blog/quais-as-lesoes-sao-mais-comuns-nas-quedas/

2 respostas to “Conheça as doenças neurológicas dos felinos

  • Heloíza Paschoalin
    1 ano ago

    Em uma semana, minha gatinha teve todos os sintomas grifados no gráfico acima. Foi tudo muito de repente. A única conclusão a que o Vet chegou, depois de muitos exames, era que ela estava tendo crises neurológicas, sem saber o que estava causando, porque os Vet neurologistas estavam em Congresso. Em três dias de internamento (ela ficou cega no início das crises), minha filhota querida se foi. Está doendo muito, mas esta pesquisa me fez bem, pois queria descobrir o que aconteceu com ela. Ainda bem que ela faleceu logo, pois as crises causavam muita dor, e ela não merecia sofrer. Foram sete anos de alegria que ela nos deu, desde que nos escolheu para sermos seus papais. Sei que agora ela está em paz, mesmo que a ausência dela me cause tanta dor.

  • Andressa dos Santos
    1 ano ago

    Minha gata vem apresentando uns problemas gradativos há 4 dias. Hoje os sintomas são, não
    Levantar a cabeça, não comer e beber água, pupila dilatada, anda dez passos e deita de cansaço. Não brinca mais com bolinha e nem com cordas. Emagreceu 400kg nesses dias e está desidratada. Os veterinários da minha cidade fizeram exame de sangue onde constatou somente desidratação e o exame negativo de pif e felv. Estão achando que poderia ser envenenamento, porém ela não vomitou, não teve diarreia e nem espumou pela boca. Está parecendo um problema neurológico. Não sei o que fazer porque aqui não minha cidade não tem recursos para fazer exames mais específicos. Pensei em levá-la para outra cidade, mas tem uma serra e dizem que não é bom subir com gatos, e gato também sente falta da casa. Por favor! Me ajudem estou desesperada. Tenho vídeos dela. 🙁

Deixe um comentário