Como manter o pet bem-nutrido?

Pet gordinho não é sinônimo de pet saudável! Por isso, é sempre bom estar atento se o pet está bem-nutrido e se alimentando corretamente. O tutor precisa oferecer um cardápio saudável, que atenda todas as necessidades nutritivas do animal. Confira algumas dicas que podem ajudar a manter o pet em uma dieta essencial para sua saúde.

Não pode faltar

Para o pet ter uma nutrição completa é necessário que ele consuma, através de uma ração de boa qualidade ou alimentação natural, vitaminas essenciais, sais minerais, proteínas e carboidratos, tudo isso independe da raça ou idade. Sem esses nutrientes em sua alimentação diária os pets podem sofrer de anemia, baixa imunidade, fraturas com frequência devido a fragilidade dos ossos, perda de pelos, pele seborreica, alergias, dificuldade de cicatrização, entre outros problemas.

Pra tudo tem hora

Assim como nós, humanos, temos hora para comer, os pets também precisam de regras. Quando filhotes é ideal que comam de três a quatro refeições por dia, já os adultos podem se alimentar duas vezes ao dia.

A quantidade também é algo importante a se considerar. Ela deve ser determinada de acordo com a idade, peso e frequência de atividades físicas do pet. No rótulo das embalagens é possível observar algumas instruções, caso persistam algumas dúvidas consultar um veterinário.

Escolhendo a ração ideal

Pode parecer óbvio, mas muitos tutores não pensam que a melhor forma de escolher a ração ideal para o seu pet é consultando um médico veterinário. Ele irá indicar a alimentação com os ingredientes adequados, com baixa matéria mineral e de boa qualidade necessários para a saúde do pet. Lembrando que, não é somente a proteína que determina se a dieta é de qualidade, mas também os demais ingredientes, principalmente a gordura e o alto valor nutricional.

Proteína

Mesmo sendo extremamente importante para a alimentação, ela não é o único nutriente importante, mas precisa ser de boa qualidade. O ideal é evitar produtos com farinha de pena e de carne e osso, pois possuem muita matéria mineral, que dificulta a absorção dos nutrientes no momento da digestão.

De olho no peso

Cães gordinhos são sinais de má nutrição, dieta pobre em nutrientes e alto valor calórico, o que pode ocasionar no pet baixo desenvolvimento, escore corporal alto, cansaço e maior chances de desenvolver algum problema cardíaco. Por isso, o tutor precisa resistir a carinha de pidão do pet e não oferecer petiscos o tempo todo e nem comida humana.

Lembre-se, prevenir é o melhor sempre!

Simule aqui um Plano de Saúde para seu Pet!

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Referência: Revista Cães e Gatos, ed. 464, pág. 14.

Uma resposta to “Como manter o pet bem-nutrido?

  • LillianEvans
    1 ano ago

    Estimula a regeneração do tecido das cartilagens e tem ainda um efeito anti-inflamatório poderosos; Extrato de própolis: apresenta um forte efeito analgésico e anti-inflamatório. Como tomar: Cada dose deste suplemento contém 88mg de ácidos boswellicos e 240 mg de MSM puro. Estas quantidades são suficientes para o seu organismo conseguir combater os efeitos inflamatórios das articulações e conseguir produzir enxofre orgânico para restaurar o tecido conjuntivo das articulações. parazity.info Isso cria uma dor severa, limita a mobilidade e interfere com o funcionamento normal de todos os sistemas e processos internos. A maioria dos médicos oferece soluções para esses problemas usando comprimidos ou anestésicos caros. Infelizmente, o uso desses medicamentos muitas vezes causa efeitos colaterais ou consequências desagradáveis ​​para o corpo.

Deixe um comentário