Câncer de mama – seu pet está imune?

Conforme você viu nas campanhas de Outubro Rosa, há uma grande conscientização do diagnóstico e da prevenção do câncer de mama. Mas você sabia que nosso melhor amigo também podem ter esse câncer? Por isso, nesse post iremos falar um pouco do assunto:

O que causa o câncer de mama?

O câncer de mama acontece devido ao crescimento desordenado das células nas glândulas mamárias do pet. Ele é mais comum nas cadelas, mas também pode atingir as felinas. Fatores como a obesidade, idade e o uso de anticoncepcionais também contribuem para o surgimento do tumor.

Quais são os sintomas?

Os sintomas mais corriqueiros são:

  • Caroços na região das glândulas mamárias;
  • Inchaço ou dilatação nas mamas;
  • Dor ou incômodo frequente;
  • Presença de secreções nas mamas com odor desagradável.

Porém, nem sempre esses sinais são tão evidentes. Então, as visitas ao veterinário devem acontecer periodicamente.

Como é feito o diagnóstico?

Uma forma simples é realizando o exame do toque na região das mamas. Caso encontrado alguma anomalia, procure um veterinário e realize exames de imagem para um diagnóstico mais preciso. Se identificado um tumor, será feita a coleta das células para identificação: cancerígeno ou não.

Quais as formas de prevenção?

A melhor forma de prevenção é a castração e se for realizada antes do primeiro cio, as chances do surgimento desta doença cai para 1%. Isso ocorre porque durante o cio, há uma descarga hormonal elevada no organismo, podendo ocasionar o câncer.

Mas existe tratamento?

Sim, em casos de tumores benignos, a cirurgia é o suficiente para que o animal fique 100% e sem complicações. Em contrapartida, se o tumor for maligno, é necessário o tratamento com quimioterapia.

Referências:
www.shopveterinario.com.br/blog/cancer-de-mama-em-cadelas/
https://www.cachorrogato.com.br/cachorros/cancer-mama-cadelas/

Deixe um comentário